Quem Somos

O Instituto Ambiental é uma organização sem fins lucrativos fundada em 1993, fruto da ECO 92, que objetiva pesquisar, aplicar e difundir técnicas sustentáveis de purificação de água, reciclagem de nutrientes, produção integrada, geração de energia renovável e aplicar seus objetivos com educação ambiental e em parceria com comunidades, setores público e privado, universidades, centros de pesquisa, tanto em nível nacional como internacional.

O principal trabalho do OIA é a difusão e implantação de Biossistemas Integrados (BSI). É uma das primeiras organizações criadas com esse propósito. O Biossistema Integrado prima pelo baixo custo, podendo ser instalado em qualquer lugar do país e são os próprios moradores do local que se apropriam da tecnologia, gerando trabalho local de manutenção e beneficiando-se com todos os seus derivados do biossistema, como o biogás e o biofertilizante.

 “O meio ambiente não tem classe social. O beneficio é para todos.”

conceito em si de Biossistema Integrado (BSI) foi desenvolvido no Brasil pelo especialista em Permacultura Prof. George Chang, pelo Presidente da Fundação Gaia Prof. Jose Luzenberger e pelo Presidente do Hamburger Umweltinstitut e. V. Prof. Michael Braungarten.

Foi com esse aval e apoio, com patrocínio da União Européia, coordenação científica da engenheira biológica Katja Hansen direção internacional do jornalista Douglas Mulhall, e colaboração da organização brasileira SEOP, que o OIA foi fundado. Assim, que Hansen coordenou o primeiro projeto prático crade to crade para repensar todo o modelo de desenvolvimento que a sociedade ocidental globalizada tinha até o momento, desse conceito criado a partir dos princípios da permacultura.

OIA já construiu mais de 70 projetos de recuperação das águas e comunidades agroculturais. Desenvolveu projetos no Brasil, Nicarágua, Republica Dominicana e Espanha, servindo mais de 15 mil pessoas e processando o desperdício de várias operações agrícolas.

Aqui no Brasil, a primeira comunidade escolhida para experimentação da tecnologia foi Cidade Nova no Município de Silva Jardim, RJ. O mesmo sistema alternativo para o tratamento de esgoto humano batizado de Biossistema Integrado foi replicado em 1994 pelo OIA, na comunidade Sertão do Carangola em Petrópolis, RJ.

Alguns anos mais tarde, em 2002, o primeiro modelo de BSI foi escolhido pela Fundação Banco do Brasil como exemplo de tecnologia social no lançamento do prêmio de Tecnologia Social e continua em operação fornecendo verduras, frutas, ovos e carnes para a comunidade do Sertão do Carangola.